Siarom Selopreih
A vida é poesia efêmera,  que pereniza a nossa história.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos


Realidade

O lenço absorveu o brilho dos meus olhos
Dos meus olhos evaporaram os sonhos e as ilusões
Os sonhos e as ilusões se fundiram no desejo de viver
Viver plenamente o que pode ser vivido
experimentado
consumido
construído, ainda que, com lágrimas.
Siarom Selopreih
Enviado por Siarom Selopreih em 26/07/2008
Alterado em 19/03/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site www.hierpoles.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários