Siarom Selopreih
A vida é poesia efêmera,  que pereniza a nossa história.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos


Rebentação

Quando se quebra nas rochas da vida, parece que se morre. Eis que surge um oleiro. Pedaços juntados tornam-se um inteiro. Assim, remendado, colado, aparenta-se frágil. Ledo engano! Outras rochas existirão. Quebrar-se-á outras vezes. No mesmo lugar dos remendos? Improvável.
Siarom Selopreih
Enviado por Siarom Selopreih em 02/04/2012
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site www.hierpoles.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários